Plantão
POLÍTICA:

PE não envia representante à reunião convocada por Doria...

Publicado dia 13/11/2018 às 08h28min
Ao No Cafezinho, Luciana realça caráter político e convite feito por governadores

O convite do encontro, marcado para amanhã, com o ministro extraordinário, Onyx Lorenzoni, e com o futuro titular da pasta de Economia, Paulo Guedes, é assinado por três governadores eleitos: João Doria (SP), Wilson Witzel (RJ) e Ibaneis Rocha (DF). A digital deles acendeu o sinal amarelo no Governo de Pernambuco, que afastou o caráter institucional da convocação, dirigida aos 27 governadores. O grupo do Nordeste passou a encarar o "chamado" como um esfoço de Doria para se firmar, politicamente, como porta-voz de todos os gestores eleitos e está rechaçando o que enxerga como "interesse pessoal" do tucano. A ideia original de Paulo Câmara era enviar a vice-governadora eleita, Luciana Santos, como representante, uma vez que ele e o vice-governador, Raul Henry, encontram-se em viagem de férias. Em entrevista à coluna digital "No Cafezinho", que está no ar no Blog, nas redes sociais e no Youtube da Folha de Pernambuco, a presidente nacional do PCdoB enumera empecilhos para a participação no encontro. "Me parece que será um evento de caráter, eminentemente, politico e não institucional. Então, essa é a diferenciação que a gente está procurando apurar melhor, entender o que é essa convocação, porque a convocação é assim: Frente dos Governadores pelo Brasil. É uma frente que não existe, né?!", pondera Luciana, após sublinhar que não foi a comissão, já instaurada oficialmente, de transição que realizou o convite. Consultas foram feitas. "O governador Flávio Dino (MA) já opinou no sentido de que não faz sentido (participar) e ele também relatou que essa é a opinião de Renan Filho (AL)", informa a comunista. "Em última instância", pontua Luciana, a decisão "é dele", referindo-se a Paulo Câmara. Detalhe: o encontro está marcado para ocorrer em Brasília, onde o governador, Rodrigo Rollemberg, derrotado por Ibaneis, é correligionário de Paulo Câmara. Doria, por sua vez, foi ao 2° turno, em São Paulo, em dura disputa contra outro socialista, Márcio França. Essas variáveis também devem entrar na conta. Nos corredores do Palácio das Princesas, na noite de ontem, já se dava como certo que o Estado não enviará representantes, dado o caráter político impresso à agenda.

Enlace certo entre PCdoB e PPL
Presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos tem preferido usar o termo "integração" para definir a incorporação do PPL ao PCdoB. O movimento, que resolve a questão da cláusula de barreira, está "bem ecaminhado, segundo ela. Para isso, uma "comissão de enlace", outro termo simpático empregado no processo, foi criada.

Portas...> Secretário-executivo da Fazenda, Bernardo D´Álmeida terá, hoje, reunião reservada com deputados estaduais para apresentar os projetos encaminhados, na última sexta, pelo governador Paulo Câmara, à Alepe, como a coluna antecipou.
 

 


...fechadas > As principais propostas visam à redução da alíquota do ICMS do diesel e a criação da Nota Fiscal Solidária.

Férias 1 > Presidente da Casa de José Mariano, Eduardo Marques assumiu, ontem, a Prefeitura do Recife. Fica até a amanhã, quando o vice-prefeito, Luciano Siqueira, volta após exames.

Férias 2 > Geraldo Júlio está de férias. Eduardo foi reeleito para comandar a Mesa e é um dos homens de confiança da cúpula do PSB.

Apetite > Guilherme Boulos almoçou no Recife, ontem, em Santo Amaro, com o vereador Ivan Moraes e com Carol Vergolino, eleita codeputada com as Juntas. Na mesa, o tradicional arrumadinho. Ele encontrou coma militância e teve agenda na UFPE. Boulos defende a criação de uma frente democrática para fazer oposição ao governo Jair Bolsonaro nas ruas e no Congresso.

Fonte: FolhaPE