Plantão
BRASIL:

OAB de Pernambuco cria ferramenta para denúncias de intolerância política...

Publicado dia 18/10/2018 às 07h39min
Observatório da Intolerância Política foi lançado pela OAB-PE, nesta segunda-feira (15).

A Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE) lançou, nesta segunda-feira (15), três canais para facilitar denúncias de intolerência política. É possível participar por meio do WhatsApp, no telefone (81) 9 9247.2115; pelo e-mail observatorio@oabpe.org.br e presencialmente, na sede da entidade, na Rua Imperador, 346, no bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife.

 

A ideia do Observatório da Intolerância Política é mapear, investigar e analisar os casos de violência no estado. Segundo a OAB-PE, os canais estão disponíveis ao público a partir da terça-feira (16).

O observatório recebe os casos de intolerância política durante o horário comercial, nos dias de semana. De acordo com o presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte, é possível denunciar casos de violência verbal ou física que ocorreram tanto na internet quanto presencialmente.

Ronnie explica que, além de receber as denúncias, a ordem vai acompanhar o andamento dos processos para tentar dar celeridade às investigações.

"O observatório é um instrumento para centralizar e acompanhar as denúncias. A importância é que as informações venham sempre acompanhadas pelas fontes das postagens. Se for nas redes sociais, por exemplo, vamos lavrar uma ata notarial para que a manifestação ofensiva seja apagada", explicou Ronnie.

No caso de violência presencial, segundo o presidente da OAB-PE, é importante que a vítima ou testemunhas tentem registrar o caso, por meio de vídeos ou fotos.

"É importante pegar um registro físico ou fotográfico. Um print, no caso da internet, ou vídeo e foto. Não temos o poder de fazer uma investigação in loco e, por isso, o elemento documental é necessário. A partir da denúncia, encaminhamos o caso para o ministério público, que pode ser estadual ou federal, a depender da ofensa", disse Ronnie.

Fonte: PE10