Plantão
PERNAMBUCO:

Operação no Recife mira sonegação de R$ 65 milhões

Publicado dia 09/05/2019 às 21h04min
Entre os presos, José Pinteiro da Costa Júnior, conhecido como DJ Jopin, e parentes

Integrantes de 11 empresas do grupo de embarcações Ecomariner, a terceira maior empresa do ramo do País, foram presos na manhã desta quinta-feira (9) em uma ação integrada entre as Polícia Civil de Pernambuco, de São Paulo e da Paraíba. No Recife, dentre os presos estão o empresário José Pinteiro da Costa Neto e o filho dele, José Pinteiro da Costa Júnior, o DJ Jopin. 

Além do DJ, também foi detido o primo dele, Aníbal Pinteiro. Todos os detidos são suspeitos de sonegação de tributos, crime organizado e lavagem de dinheiro. De acordo com o diretor da Delegacia Especializada (Diresp), Jean Rockfeller, a quadrilha chegou a sonegar aproximadamente R$ 65 milhões, além de ter movimentado nos últimos cinco anos mais de R$ 300 milhões.

"Conseguimos apreender 28 carros de luxo, quatro embarcações, 15 imóveis e espero que, com o transcorrer da investigação, consigamos reverter [esses bens] para o Estado de Pernambuco", detalhou o delegado. Dentre os nove mandados de prisão, oito foram cumpridos. Também foram apreendidas quatro embarcações e 28 carros de luxo, além de relógios, documentos, computadores e joias. 

Mais detalhes da Operação Mar Aberto serão divulgados em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (10), no Recife.

Fonte: FolhaPE