Plantão
BRASIL:

Deferida a prisão preventiva do acusado de introduzir cabo de vassoura em vagina de companheira

Publicado dia 05/12/2018 às 07h52min
Justiça determina prisão preventiva de acusado de introduzir cabo de vassoura em vagina de companheira 35

A Justiça decretou a prisão preventiva de Manoel Messias Gonçalo da Silva, suspeito de violentar a esposa com um cabo de vassoura em São Luiz do Quitunde, região Norte de Alagoas. A decisão foi proferida nesta terça-feira (4). A vítima segue internada, sem previsão de alta e, segundo a polícia, Silva nega o crime.

 

Silva havia sido preso em flagrante na madrugada de segunda (3). O juiz Wilamo de Omena Lopes a converteu a prisão em preventiva.

“’(…) a vítima falou para a médica, Dra. Selma, que quem provocou as agressões foi seu próprio companheiro’. Assim, verifico que, para manter-se a garantia de ordem pública, a prisão do réu deve ser mantida, tendo em vista as agressões sofridas pela vítima, ora também companheira do custodiado. Posto isso (…), converto a prisão em flagrante de Manoel Messias Gonçalo da Silva, devidamente qualificado, em prisão preventiva, mantendo o flagrado recolhido no local em que se encontra”, diz o magistrado em trecho da decisão.

Silva está preso na Delegacia de São Luiz do Quitunde. De acordo o chefe de operações da unidade, José Mariano, o suspeito negou qualquer envolvimento no crime.

Ainda segundo o chefe de operações, a expectativa agora é com relação ao depoimento da esposa de Silva, que pode dar detalhes importantes sobre o caso. Nos próximos dias, outros familiares e testemunhas devem ser ouvidos.

A mulher está internada na Maternidade Santa Mônica, em Maceió. A assessoria de comunicação da unidade de saúde informou que seu estado é estável, mas ainda não há previsão de alta.

Fonte: PE10